A equipa B do Marítimo vai regressar na quarta-feira à competição no Campeonato de Portugal de futebol, após três meses de paragem, com uma estadia de um mês e meio em Lousada, para realizar 10 jogos.

O treinador da equipa madeirense, Ludgero Castro, afirmou hoje à agência Lusa que, embora espere “dificuldades causadas pela falta de ritmo”, está confiante também pela motivação elevada dos atletas, que estão “ansiosos por iniciarem a competição”.

“Passámos de uma paragem a competir duas vezes por semana (quarta e domingo) e é claro que eu tenho algum receio que a equipa não aguente, mas estamos preparados e fortes mentalmente para que as coisas corram bem”, explicou o técnico, que orienta a formação secundária do Marítimo há sete épocas.

A última partida disputada pela formação 'verde rubra' foi em 25 de outubro de 2020, em que goleou, por 5-1, na visita ao Vila Real, a contar para a quarta ronda da série C do terceiro escalão, até que o Governo Regional da Madeira decretou uma proibição das equipas locais de participarem na prova.

Um acordo alcançado numa reunião, realizada em 07 de janeiro, entre o presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), Fernando Gomes, o secretário regional madeirense que tutela o desporto, Jorge Carvalho, o presidente da Associação de Futebol da Madeira, Rui Marote, e os presidentes dos clubes madeirenses em prova, levou a que o Marítimo B, por ter futebolistas profissionais, tivesse 'luz verde' para regressar, enquanto os restantes clubes (Camacha, União da Madeira e Câmara de Lobos) acabaram por desistir da competição.

O retorno ao Campeonato de Portugal está marcado para quarta-feira, às 11:00, no reduto do líder da série C, o Leça, que ainda não perdeu na competição e soma 20 pontos ao fim de oito partidas.

Já o Marítimo B está no décimo e último lugar da série C, com três pontos em apenas dois jogos realizados, tendo disputado ainda outro encontro, que acabou por ser anulado, diante do Câmara de Lobos, que saiu da prova.

A convocatória dos insulares sofreu, entretanto, um revés, devido a um surto de covid-19 que assolou a formação de sub-23 maritimista, com seis atletas infetados, sendo que alguns deles seriam opções na equipa B para Ludgero Castro.

"Temos de estar preparados para isto", respondeu o técnico, que também orientou esta temporada a equipa de sub-23, que milita na Liga Revelação, após o brasileiro Milton Mendes ter substituído Lito Vidigal na liderança do plantel principal.

Os ‘leões do Almirante Reis’ vão ficar hospedados no Complexo Desportivo de Lousada, o mesmo local em que o plantel principal maritimista realizou o estágio de pré-temporada, e têm a data de regresso à Madeira prevista para 01 de março.

Este caso não é único esta época no Marítimo, já que a equipa feminina 'verde rubra' também foi forçada a viajar para território continental em dezembro de 2020, para continuar a disputar o campeonato português.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.