João Marques, filho de Cruz Marques, contestou na justiça a suspensão de um contrato de prestação de serviços que o ligava ao ginásio do Santa Clara, cuja exploração, por ser deficitária, o clube decidiu entregar a privados.

“Por entender que o processo [em causa] nada contribuiu para um dos princípios base da actuação da Direcção que me propus integrar – o da credibilização do Santa Clara –, outra coisa não me restava fazer”, afirma Alfredo Azevedo no comunicado em que justifica a demissão.

Segundo acrescenta, tratou-se de um procedimento “intolerável”, que “caiu muito mal aos demais pares da Direcção”.

A actual Direcção do Santa Clara iniciou funções na época 2008/2009, devendo o seu mandato terminar em 2011.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.