O plano de recuperação do Grupo Desportivo de Chaves foi aprovado hoje em Assembleia de Credores, na sequência do processo de insolvência interposto por um antigo jogador do clube, informou à Agência Lusa fonte ligada ao processo.

O pedido de insolvência do clube foi instaurado pelo antigo jogador Sérgio Jorge, devido a uma dívida contraída após uma lesão que o deixou impedido de jogar futebol.

Desta forma, o Desportivo de Chaves deixou de poder movimentar as receitas, pelo que os jogadores ficaram com os salários em atraso.

Em março, e para fazer face às "grandes" dificuldades financeiras do clube, os atletas criaram uma conta bancária solidária para ajudar o plantel a terminar a temporada e reunir fundos para pagar os vencimentos em falta.

Por seu lado, um grupo de simpatizantes criou uma comissão de apoio para ajudar os atletas a obterem dinheiro com a realização de sorteios.

Posteriormente, em junho, o presidente do clube, Mário Carneiro, apresentou a sua demissão, numa assembleia geral extraordinária na presença de cerca de 200 sócios do clube.

As razões da demissão, segundo Mário Carneiro, prenderam-se com a situação «atual» do clube e as «acusações» feitas pelos sócios pondo em causa a sua honestidade.

Com a demissão do dirigente, seguiram-se várias assembleias de sócios, das quais saiu uma comissão administrativa composta por cinco elementos, que ficou a gerir os destinos do Chaves.

Após uma "série" de assembleias de credores foi hoje decidido e aprovado, em tribunal, o plano de viabilização do Desportivo de Chaves, que consistirá no pagamento «imediato» de um terço da dívida atual do clube ou, em alternativa, a satisfação fracionária e total dos credores em 10 anos.

O plano de recuperação foi apresentado, no início do processo de insolvência, pela comissão de credores constituída por Mário Carneiro e Castanheira Gonçalves, ex-presidentes e principais credores do clube, e João Fernandes, atleta do clube e representante dos trabalhadores que reclamam a regularização dos salários em atraso.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.