O selecionador da Colômbia, o português Carlos Queiroz, admitiu hoje não ter tido tempo para inovar nos convocados para a Copa América, que integra o futebolista do Sporting Cristián Borja e é ‘liderada’ pelos ex-portistas Falcao e James.

Queiroz, que assumiu o comando da seleção colombiana em fevereiro, admitiu ter tomado “decisões cirúrgicas” para conseguir uma equipa “organizada e disciplinada”, que inclui 13 futebolistas que disputaram o Mundial Rússia2018, quatro regressados e seis estreantes.

“Acredito que os 23 que aqui estão têm características diferentes e permitem-me tomar opções diferentes em cada jogo”, explicou o técnico português, que entre os estreantes chamou o jovem defesa Jhon Lucimi, de 20 anos, que alinha nos belgas do Genk.

Entre os eleitos da Colômbia, que venceu a Copa América 2001, está também Borja, lateral esquerdo do Sporting, que se estreou ao serviço da seleção em setembro de 2018 e soma duas internacionalizações.

De regresso aos convocados da Colômbia para a Taça América, que se disputa no Brasil, entre 14 de junho e 07 de julho, está Quadrado, o extremo da Juventus que falhou as últimas convocatórias por lesão.

A Colômbia vai disputar a primeira fase da competição integrada no grupo B, juntamente com a Argentina, o Paraguai e o Qatar, seleção que, tal como o Japão, participa por convite.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.