Uma “guerra sem pólvora”. Assim foi o escaldante duelo entre Bósnia e Portugal, esta noite, no mau relvado do estádio Bilino Polje, em Zenica, que terminou empatado 0-0.

Da polémica com as condições do terreno ao ambiente muito hostil, dos cânticos de Messi para irritar Ronaldo aos lasers apontados aos jogadores, Portugal decidiu alinhar esta noite sob protesto. No entanto, perante todos os condicionalismos, foi a Seleção Nacional que entrou a dominar.

Herói no playoff de acesso ao Mundial’2010, ao apontar o golo da vitória lusa neste mesmo estádio, Raul Meireles lançou o primeiro aviso português aos 9’, com um remate de longe. A pressão que vinha das bancadas não tinha correspondência no relvado, onde os bósnios não conseguiam travar a superioridade portuguesa. 

Uma defesa mais segura – com Pepe em grande nível - e um meio-campo mais assertivo foram os alicerces para uma entrada personalizada e confiante. Só faltou a contundência ao ataque, onde Postiga e Nani estiveram em subrendimento. Já Ronaldo tentou assumir diversas vezes o jogo e destacou-se no ataque, mas não o suficiente para fazer estragos. Exemplo disso foram as ocasiões desperdiçadas pelo craque português aos 25’, 51’ e 63’.

 A uma primeira parte dominadora só faltaram mesmo os golos para dar outra serenidade para o segundo tempo. Não foi assim e a Bósnia surgiu com outra dinâmica na etapa complementar. A equipa de Safet Susic pressionou mais e aumentou a intensidade sob a baliza de Rui Patrício, mas também abriu espaços na sua retaguarda.

Consequentemente, Portugal adotou o contra-ataque como estratégia e criou várias chances de golo, como resposta à maior pressão da Bósnia. O avançado Dzeko revelou-se então bem mais perigoso, mas também não conseguiu mostrar a sua eficácia.

Paulo Bento lançou Hugo Almeida e Ruben Micael, mas Portugal não mudou o seu estilo. Porém, um último forcing pela vitória quase era premiado com um autogolo bósnio no derradeiro minuto, mas o guardião Pegovic segurou o que podia ter sido um triunfo luso.

A seleção nacional sai assim viva da Bósnia, com a hipótese de resolver agora a eliminatória de acesso ao Euro2012 com a segunda mão do playoff na próxima terça-feira, no Estádio da Luz.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.