Passam hoje quatro anos do dia 10 de julho de 2016, o dia em que o golo de Éder colocou a Seleção Nacional no topo do futebol europeu, na final do Europeu frente à anfitriã França.

Ronaldo, que saiu lesionado ainda na primeira parte da partida, não esquece o dia histórico para o futebol nacional e relembra o "título mais importante" da sua carreira.

Vencedor de cinco Ligas dos Campeões, quatro Mundiais de Clubes, seis campeonatos nacionais (três em Inglaterra, dois em Espanha e um em Itália) e cinco Bolas de Ouro (2008, 2013, 2014, 2016 e 2017), entre muitos outros troféus individuais e coletivos, Ronaldo destacou a primeira conquista pela seleção lusa.

As lágrimas de Ronaldo, o golo de Éder e a festa de uma nação: teremos sempre Paris
As lágrimas de Ronaldo, o golo de Éder e a festa de uma nação: teremos sempre Paris
Ver artigo

Portugal sagrou-se pela primeira vez campeão da Europa ao derrotar a anfitriã França, por 1-0, com um golo de Éder, no prolongamento, numa final em que Ronaldo foi substituído, por lesão, aos 25 minutos.

Depois da conquista do Euro2016, Ronaldo e a equipa das ‘quinas’ voltaram a celebrar um título internacional, ao vencer a edição inaugural da Liga das Nações de 2019, disputada em solo luso.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.