Os dois adeptos ingleses gravemente feridos nos incidentes em Marselha, a 11 de junho, à margem do jogo do Euro2016 de futebol, perante a Rússia, foram repatriados para o Reino Unido, disse hoje à AFP uma fonte próxima do processo.

O homem de 51 anos ferido com maior gravidade saiu hoje do hospital, no qual estava internado desde as violentas agressões ocorridas no Porto Velho de Marselha, referiu a fonte, acrescentando que o mesmo vai ser transferido para o sul de Inglaterra, para perto da sua família.

De acordo com a mesma fonte, o adepto, cujo lado esquerdo do corpo ficou paralisado, “muito provavelmente” vai sofrer sequelas da agressão com uma barra de ferro, por parte de ‘hooligans’ russos, que, apesar dos esforços, não foram ainda identificados.

Um outro adepto ferido gravemente no mesmo dia, que ficou num estado menos preocupante, deixou o território francês na quinta-feira rumo ao Reino Unindo “num estado clínico ainda grave”, frisou a fonte.

Os incidentes ocorridos na sexta-feira, 10 de junho, e sábado, dia do jogo, provocaram 35 feridos, na sua maioria de nacionalidade britânica.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.