Maradona considera que a seleção das ‘quinas’ se diferencia dos outros semifinalistas, com um percurso mais complicado nos cinco jogos e "amadurecido taticamente".
"O seu talismã (Cristiano Ronaldo) tem estado cinzento, mas os restantes compensaram isso em grande medida, jogando uns para os outros, algo muito valioso na fase a eliminar", justificou o ex-futebolista, dizendo que isso mostra “a força” de Portugal.
O ‘astro’ argentino não ficou também indiferente ao médio Renato Sanches, por duas vezes considerado o melhor jogador de Portugal nos jogos do Europeu.
"Desmentiu a sua idade para se converter numa presença enorme no meio-campo", elogiou Maradona, lembrando também o defesa Pepe, "a solidez da defesa".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.