A seleção portuguesa de futebol qualificou-se pela quarta vez nos últimos cinco campeonatos para as meias-finais do Europeu, registo ímpar entre todas as formações do ‘velho continente’.

Desde o começo do século, o conjunto das ‘quinas’ ficou no ‘top 4’ em 2000, 2004, 2012 e agora em 2016, com um triunfo por 5-3 sobre a Polónia nos penáltis, tendo falhado apenas em 2008, edição em que caiu nos quartos de final, na Áustria e na Suíça, ao perder por 3-2 com a Alemanha.

As únicas seleções que se podem aproximar, mas não igualar Portugal, são Alemanha ou Itália, que se defrontam no sábado, com o vencedor a selar a terceira presença. Os germânicos estiveram em 2008 e 2012 e os transalpinos em 2000 e 2012.

A já eliminada Espanha, ainda bicampeã em título, e a grande ausente Holanda contabilizam também duas presenças nas ‘meias’ nas últimas cinco edições, enquanto a França pode alcançar a segunda.

Por seu lado, República Checa, Rússia, Grécia e Turquia estiveram uma vez na antecâmara na final, enquanto a Bélgica pode selar a primeira, tal como os estreantes País de Gales e Islândia.

Belgas e galeses defrontam-se hoje, com o vencedor a encontrar quarta-feira a formação das ‘quinas’, que quinta-feira bateu a Polónia por 5-3 no desempate por grandes penalidades, após um empate a um golo nos 120 minutos.

Os ‘quartos’ prosseguem sábado, com o jogo ‘grande’, entre a Alemanha e a Itália, duas seleções que já venceram os títulos mundial e europeu, e encerram domingo, dia em que a anfitriã França mede forças com a sensação Islândia.

Na contabilidade de todos os Europeus, Portugal soma mais uma presença nas meias-finais, em 1984, para um total de cinco, ‘perdendo’ apenas para a Alemanha (pode somar a oitava) e a Rússia, que contabiliza seis, mas cinco como União Soviética.

Antes de superar quinta-feira a Polónia, que marcou primeiro, logo aos dois minutos, por Robert Lewandowski, mas foi ‘empatada’ por um tento do ‘miúdo’ Renato Sanches, aos 33, a seleção lusa já era a que somava mais presenças nas meias-finais sem qualquer título.

A formação das ‘quinas’ esteve em quatro meias-finais, mas só seguiu em frente uma vez, em 2004, quando, como anfitriã, superou a Holanda por 2-1, no Estádio José Alvalade, em Lisboa, com tentos de Cristiano Ronaldo e Maniche.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.