Na fase de qualificação para este Euro2016, o País de Gales apurou-se em segundo lugar com 21 pontos. Os galeses somaram seis vitórias, três empates e um derrota. Foram menos avassaladores no ataque, com 11 golos apontados, e sofreram quatro.

Não são muitas as selecções que contam com um registo de 100 por cento de presenças em quartos-de-final quando disputam grandes torneios, mas o País de Gales pode orgulhar-se disso. A equipa de Gareth Bale ficou em primeiro lugar do Grupo B, tendo começado por vencer (2-1) a Eslováquia, escorregado perante a Inglaterra com uma derrota (2-1), mas terminando a fase de grupos em beleza com um triunfo diante da Rússia por 3-0. A Irlanda do Norte foi a seleção que o País de Gales eliminou (1-0) nos oitavos de final.

Gareth Bale, sem dúvida o jogador em destaque na seleção galesa, soma três golos, uma assistência e foi ainda eleito Melhor em Campo uma vez. É a figura e o talismã da equipa, assumindo a liderança do ataque dos galeses à baliza adversária.

País de Gales conta, acima de tudo, com espírito de equipa e crença, combinados com o talento de um dos melhores jogadores do Mundo. "Juntos, mais fortes". Mais do que o lema é esse o "modus operandi" deste grupo de irmãos.

A equipa galesa não esteve bem em termos de posse de bola na fase inicial dos jogos com Inglaterra e Irlanda do Norte. Terá de ter maior consistência para continuar a fazer história na prova.

O encontro entre Portugal e País de Gales está marcado para as 20 horas desta quarta-feira, em Lyon, e em disputa está um lugar na final de Paris.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.