Portugal vai mesmo estar no próximo Europeu. Os comandados de Roberto Martínez confirmaram a presença na Alemanha com a vitória diante a Eslováquia (3-2) e, no final do encontro, Bruno Fernandes, Bernardo Silva e Rúben Dias foram alguns dos rostos do contentamento luso, ainda que com os pés assentes na terra: Primeiro lugar é o objetivo!

Bruno Fernandes

Golos sofridos: "Ainda não tínhamos sofrido golos. Sofremos, porque não fomos tão organizados com bola"

Qualificação fácil: "Tornámos os jogos fáceis pela qualidade. Fomos competentes. Sei que vai haver gente a dizer que as seleções que defrontámos não eram tão fortes. No nosso foco eram equipas com qualidade, independentemente dos resultados"

Elogios a Ronaldo: "É um jogador fácil de assistir. Tem golo e faro especial dentro da área. É capaz de fazer golos"

Papel na Seleção: "Sempre tive preponderância. Toda a gente que vem aqui tem preponderância, jogue muito ou jogue pouco. O lugar na seleção é muito caro. Todos temos uma preponderância muito grande. Obviamente que toda a gente quer jogar mais e ter mais espaço. Nos últimos anos, tenho encontrado mais minutos. Quando cheguei, tínhamos jogadores de há alguns anos que tinham um lugar vincado pelo que vinham a fazer na seleção. Tive de conquistar o meu espaço. Acho que o fiz bem, e, agora, estou a ter o meu espaço"

Bernardo Silva

Qualificação não chega: "Temos um objetivo, que é passar em primeiro. Até agora, só ganhámos.  É importante passar em primeiro, até por questões do sorteio para o Europeu. Portugal joga sempre para ganhar. Se for possível passar só com vitórias, é o que vamos tentar fazer"

O jogo: "Resta ver o que falhou, porque a segunda parte não foi tão boa quanto a primeira, mas estamos muito contentes por, finalmente, conseguirmos uma qualificação tranquila. Queremos mais, queremos tentar manter esse nível e melhorar nos aspetos que temos de melhorar. Se queremos ser uma seleção competitiva e lutar por ganhar, temos de melhorar nestes pequenos momentos, como na segunda parte, em que acabámos por não ser tão fortes como na primeira"

Rúben Dias

Dificuldades: "O jogo podia ter sido mais simples, podíamos ter simplificado, especialmente, na segunda parte. A relva começou a ficar ensopada. Mas o importante é que garantimos os três pontos e o apuramento"

Apuramento: "Temos uma seleção forte e cheia de talento, mas sabemos perfeitamente da dificuldade que é, a cada dois anos, conseguir o apuramento para as grandes competições. Estamos muito felizes pelo apuramento e vamos continuar a melhorar"

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.