Na antecâmera da final do Europeu de sub-21, Bernardo Silva recordou os momentos mais marcantes da carreira, falou da sua infância e revelou os seus ídolos no futebol ao site da UEFA.

O jogador que é apontado com favorito a vencer o prémio de melhor jogador da competição falou das suas características enquanto jogador de futebol.

"Tento sempre tomar a decisão mais inteligente quando estou a jogar, seja a altura de aumentar ou diminuir o ritmo de jogo, de atacar ou de atrasar a bola para permitir à equipa reorganizar-se".

O médio recordou os tempos em que jogava na rua.

"Penso que muitas coisas dessa altura permanecem comigo. Tento jogar futebol exatamente da mesma forma que aprendi quando era miúdo. Claro que agora a responsabilidade é completamente diferente, mas penso que mesmo estando cientes dessa responsabilidade e com todo o interesse em redor do futebol, os jogadores devem jogar com a mesma alegria do que quando éramos apenas nós, uma bola e a rua. Pessoalmente, é isso que tento sempre fazer".

Bernardo Silva falou ainda do seu ídolo no futebol.

"Talvez Rui Costa, porque representou o Benfica. Foi um símbolo do Benfica e da seleção durante muitos anos. Por isso sim, diria que Rui Costa foi o meu jogador português favorito. A nível internacional, escolheria [Zinédine] Zidane. Para mim, ele foi o melhor jogador do Mundo durante a minha infância, e também porque jogou na mesma posição que eu. Esses foram os meus dois ídolos no futebol e que eu mais gostava de ver jogar".

Portugal defronta esta terça-feira a Suécia na final do Europeu de Sub-21. O jogo tem início às 19h45.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.