O extremo Francisco Conceição e o avançado Tiago Tomás “podem trazer mais-valias” em caso de estreia pela seleção portuguesa de sub-21 na fase final do Campeonato da Europa, considerou hoje o treinador Rui Jorge.

“Não os convoquei pelo elemento surpresa, mas pelas características. O Francisco é imprevisível, forte no um contra um e tecnicamente refinado. O Tiago tem profundidade, trabalha bastante e está moralizado. Serão mais dois elementos que nos podem ajudar”, explicou o técnico, em conferência de imprensa, na Cidade do Futebol, em Oeiras.

Rui Jorge anunciou esta manhã os 23 convocados para o Europeu de sub-21 e incluiu os regressos do médio Filipe Soares (Moreirense) e do extremo Francisco Trincão (FC Barcelona), além dos novatos Francisco Conceição (FC Porto) e Tiago Tomás (Sporting).

“Tenho que fazer referência à posição dos jogadores. Acredito que um jogador novo, numa posição mais adiantada do terreno, faz da criatividade uma arma. É mais fácil inserir-se num coletivo do que propriamente um defesa e tivemos isso em conta. Pelas suas características e versatilidade, estes atletas podem trazer-nos mais valias”, notou.

Quanto à última convocatória, saíram os avançados João Mário (FC Porto), Joelson Fernandes (Sporting) e Gonçalo Ramos (Benfica) e defesa Nuno Mendes (Sporting), que, como Rui Jorge indicou, será anunciado na terça-feira na lista da seleção principal.

“Podíamos ter convocado oito defesas, mas preferimos incluir mais um jogador para a frente. Contudo, tínhamos jogadores [para o posto de defesa esquerdo]. O [Ricardo] Mangas tem feito uma ótima época, o [Rúben] Vinagre regressou agora à competição e já esteve connosco e o Nuno [Mendes] está a fazer o seu percurso”, observou Rui Jorge.

Instando a comentar a articulação com as escolhas de Fernando Santos, o selecionador da equipa sub-21 encarou a seleção principal como a “prioridade de todos os escalões de formação”, sem descurar decisões favoráveis ao crescimento individual de cada atleta.

“Com a idade de sub-21 na seleção principal, em princípio teremos o [João] Félix, o Nuno Mendes e o [Pedro] Neto. Quanto a alguma ajuda do ‘mister’, há uma coisa que quero deixar claro: se fosse uma questão de ajudar, ele até falava com o [Cristiano] Ronaldo para vir dar uma perninha. Falou comigo, sempre soberano, como habitual”, ironizou.

O Campeonato da Europa de futebol de sub-21 de 2021 vai disputar-se na Hungria e Eslovénia, num formato inédito, com a fase de grupos a decorrer de 24 a 31 de março e a ronda eliminatória (quartos de final, meias-finais e final) entre 31 de maio e 06 de junho.

Disposto por quatro cidades húngaras e outras tantas eslovenas, o torneio viu o formato ser remodelado em consequência do adiamento do Campeonato da Europa sénior de 2020 para 2021, por força das medidas restritivas de combate à pandemia de covid-19.

“Os jogadores não pensam em lesões quando vão disputar estas provas, mas em dar o melhor. Pela minha experiência, acredito que isso não se coloque. Menor carga física e emocional nesta fase da época? Não acho que seja um benefício. A qualidade pode ser ligeiramente menor, porque não vai haver qualquer tempo de preparação”, lamentou.

Mais do que a divisão da fase final em dois momentos, Rui Jorge assume que “essa diferença de tempo para estar com os atletas”, que se afigura “claramente diferente de todas as fases finais jogadas até hoje”, acabou por “condicionar a forma de pensar”.

“Há pequenas coisas que se conseguem com uma semana e meia, algo que não irá acontecer. Todas as seleções perderão um bocadinho de qualidade. Eventualmente, poderá ser um benefício em termos de espetacularidade, até pela falta de organização, mas ninguém em termos coletivos beneficia pelo facto de ser nesta altura”, defendeu.

Portugal vai realizar os três jogos na Eslovénia e estreia-se frente à Croácia, em 25 de março, às 21:00 locais (20:00 em Lisboa), em Koper, antes de rumar a Ljubljana para defrontar Inglaterra (28 de março, às 21:00 locais) e Suíça (31 de março, às 18:00).

A formação de Rui Jorge terá de terminar numa das duas primeiras posições do Grupo D para se qualificar para os quartos de final do Europeu de sub-21, que vai dispersar 16 seleções por quatro grupos e estava inicialmente previsto para ocorrer de 09 a 26 junho.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.