Declarações de Romeu Almeida, treinador-adjunto da Seleção Nacional de Sub-21, após o triunfo sobre o Chipre (1-0), no Estádio Antonis Papadopoulos, da quarta jornada do grupo D da fase de qualificação para o Campeonato da Europa.

Análise ao jogo: "Em primeiro lugar, o grupo queria dedicar a vitória ao Rui Jorge. É o nosso líder e faz-nos falta. Em relação ao jogo, tivemos momentos bons na primeira parte, essencialmente na pressão. Conseguimos recuperar muitas bolas, fizemos um golo assim e até poderíamos ter feito mais. Depois, passámos um bocado do jogo sem tanta bola, mas demos a volta e conseguimos conquistá-la novamente. Acima de tudo, foi uma boa vitória, sendo que, ao longo da segunda parte, podíamos e devíamos ter dado maior qualidade ao nosso jogo."

Portugal marcou cedo: "É sempre bom marcar em qualquer momento. Marcando cedo, obrigámos o adversário a correr riscos. Podíamos ter feito o segundo golo, mas não o fizemos e, às vezes, o 1-0 é um resultado perigoso. A qualquer momento pode acontecer um lance fortuito e o adversário marcar. Essencialmente, valeu pelos primeiros 30 minutos. A vitória foi justa."

Estreias de Gonçalo Inácio e Chiquinho: "Foram positivas. Devem sentir um enorme orgulho por representar Portugal. Foi isso que sentiram e estão de parabéns."

Melhorias para o reencontro com o Chipre: "Vamos digerir esta vitória e falar com o Rui Jorge para nos debruçarmos sobre o jogo seguinte nestes próximos dias."

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.