Rui Gomes da Silva, vice-presidente do Benfica, manifestou esta terça-feira a sua confiança no triunfo da seleção de sub-21 na final do Europeu, que disputa hoje com a Suécia na cidade de Praga (República Checa).

Em declarações prestadas à margem da iniciativa "Dá a Cara" da Associação de Futebol de Lisboa, em defesa do futebol amador, o dirigente do Benfica assumiu que este pode ser um "marco histórico" na carreira destes jovens. "A expectativa é a de que vamos ganhar, como é evidente. Já tivemos outras gerações de ouro, as de '89 e '91, que foram bicampeãs do mundo, tivemos outras oportunidades de ser campeões da Europa neste mesmo escalão etário e no qual não tivemos essa sorte", frisou.

Para Rui Gomes da Silva, só a vitória colocará a equipa comandada por Rui Jorge do lado certo da história. "Acho que os jogadores têm de perceber que uma final é para ganhar. Não só pelo gáudio e orgulho que teremos nessa mesma vitória, mas também por eles, porque se ficarem em segundo a história não escreverá nada sobre eles", lembrou.

"Poderão ser grandes jogadores no futuro nos seus clubes, mas enquanto geração passarão ao lado de um momento histórico. E estas vitórias servem para que nós perpetuemos na memória essas mesmas vitórias dessa geração e que por muitos e muitos anos iremos recordar", acrescentou.

Por outro lado, o vice-presidente do clube da Luz reiterou que estes jovens jogadores portugueses "merecem começar praticamente a sua carreira profissional com um título europeu".

A final do Campeonato da Europa de sub-21 está marcada para esta terça-feira, às 19h45.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.