A seleção de sub-21 de Portugal bateu a congénere da Suíça por 4-2, em jogo da 6.ª jornada do Grupo 8 de apuramento para o Europeu de 2019 da categoria. João Félix, Heriberto Tavares, André Horta e Gil Dias fizeram os golos no segundo tempo, depois de Portugal ter ido para o intervalo a perder por 2-0. A seleção orientada por Rui Jorge passa a ter 13 pontos em seis jogos e a depender de si para alcançar o primeiro lugar, ocupado pela Bósnia que está a ganhar ao Liechtenstein, mas em jogo da 7.ª ronda. Os lusos têm agora 13 pontos, a Suíça mantém os sete que tinha antes deste jogo.

Para o ataque à liderança do Grupo 8 de Apuramento ao Europeu de sub-21 de 2019, Rui Jorge fez apenas duas alterações no onze que deu 7-0 ao Liechtenstein: entraram Rafael Leão e André Horta para os lugares de Xadas e Heriberto.

O sintético do Estádio La Maladière, em Neuchatel, era um dos 'adversários' de Portugal. Por isso, era preciso uma fase de adaptação a um tapete que os jogadores lusos não estão habituados. E isso viu-se, principalmente na primeira parte, com Portugal a ter muitas dificuldades para travar os contra-ataques rápidos dos suíços.

Com uma entrada forte e tirando partido do relvado sintético, a Suíça chegou ao 1-0 aos quatro minutos, numa bola em que o guarda-redes luso ficou 'mal na fotografia'. Sow rematou forte, de muito longe, a bola ia à figura de Joel Pereira, mas o guarda-redes luso deu um valente 'frango', ao deixar a bola passar. A má entrada de Portugal no jogo quase que era novamente castigado aos 10 minutos, num desvio de Oberlin, avançado do Basileia que já tinha marcado ao Benfica esta época na Liga dos Campeões.

Rui Jorge, que hoje fez 45 anos, viu tudo complicar-se aos 15 minutos, com a lesão de Rafael Leão. O jovem avançado do Sporting recuperou recentemente de problemas físicos e era um dos que estava a sentir dificuldades no sintético, com algumas perdas de bola e dificuldades no domínio. Entrou Heriberto para o seu lugar.

Portugal só começou a ganhar ascendente no jogo a partir dos 25 minutos. Apesar disso, sem criar perigo uma vez que estava a abusar dos cruzamentos, principalmente por Iúri Ribeiro, e dos remates de fora da área, por André Horta. A Suíça, que viu um golo anulado aos 35 minutos, por fora-de-jogo, vai marcar o 2-0 aos 37, também em fora-de-jogo. Só que desta vez o trio de árbitros, liderado pelo sueco Mohammed Al-Hakim, não viu a posição irregular de Cümart, que apareceu no coração da área a desviar um livre da direita.

Depois de mais uma defesa de Joel Pereira a negar o 3-0, Portugal dispôs da melhor oportunidade aos 45 minutos, na melhor jogada até então: combinação atacante, com toques sempre de primeira até Heriberto rematar dentro da área, para grande defesa do guarda-redes Baumann.

E, tal como fez na segunda-feira a Seleção A frente a Holanda, os miúdos de Rui Jorge voltaram para o segundo tempo com outra atitude, com outra vontade e isso foi crucial. Mas, ao contrário dos AA, com golos e reviravolta. Heriberto Tavares reduziu aos 49 minutos, após passe de João Carvalho, André Horta empatou as 57, num remate que ainda desviou num defensor.

A reviravolta chegou aos 64 minutos por João Félix, que apareceu no segundo poste a encostar de pé esquerdo um livre de Diogo Gonçalves que ainda desviou em Lotomba. Em menos de 20 minutos os sub-21 de Portugal davam a volta ao jogo. Diogo Gonçalves ainda teve duas grandes oportunidades para ampliar, mas falhou na concretização.

Joel Pereira, que tinha 'borrado a pintura' no primeiro golo, redimiu-se aos 66, a evitar o golo de Ajeti, com uma grande defesa. Aos 85 voltou a ganhar no duelo com Ajeti, com mais uma boa intervenção. Nessa altura já Portugal tinha refrescado o meio-campo e o ataque, com as entradas de Gil Dias e Stephen Eustáquio nos lugares de André Horta e Diogo Gonçalves.

Numa altura em que a Suíça tentava o empate e tinha toca a 'carne no assador', Gil Dias aproveitou um canto dos helvéticos para correr desde o meio-campo até a área, sozinho, antes de fazer um chapéu fantástico a Baumann e aumentar para 4-2, a os 90 minutos.

Portugal passa a ter 13 pontos em seis jogos no Grupo 8 de apuramento ao Euro sub-21 de 2019 e a depender de si para alcançar o primeiro lugar, ocupado pela Bósnia que está a ganhar ao Liechtenstein, mas em jogo da 7.ª ronda. Os lusos têm agora 13 pontos, a Suíça mantém os sete que tinha antes deste jogo.

*Artigo corrigido

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.