O Euro2022 de futebol feminino vai distribuir 16 milhões de euros em prémios às 16 seleções finalistas, o dobro da verba atribuída no Euro2017, em que Portugal competiu pela primeira vez, informou hoje a UEFA.

A dois dias do sorteio da competição, que decorrerá em Inglaterra entre 06 e 31 de julho de 2022 e para a qual a seleção das ‘quinas’ não se qualificou, a UEFA detalhou o esquema de distribuição de prémios.

Cada uma das seleções terá um mínimo garantido de 600.000 euros, com um acréscimo de 660.000 para a campeã e 420.000 para a vice-campeã, enquanto na fase de grupos uma vitória valerá 100.000 euros e um empate 50.000.

Os prémios serão cumulativos, fazendo com que a campeã receba um pouco mais de dois milhões de euros, se também vencer os respetivos jogos na fase de grupos, tendo em conta que quartos de final ‘atribuem’ 205.000 euros e as meias-finais 320.000.

A UEFA reiterou que, da quantidade total, 60% (9,6 milhões de euros) é destinada a uma distribuição equitativa, e os restantes 40% (6,4 milhões de euros) em função do desempenho de cada uma das seleções.

No Europeu de Inglaterra estão ainda previstos 4,5 milhões de euros em prémios para os clubes europeus que cedam jogadoras para a fase final.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.