Foi num Estádio de Wembley vazio que o Arsenal conquistou a sua 14.ª Taça de Inglaterra, ao dar a reviravolta ao resultado vencendo o Chelsea por 2-1.

Num duelo de equipas londrinas, foram os 'blues' a inaugurar o marcador logo aos cinco minutos, graças a uma jogada de ataque concretizada da melhor forma por Pulisic.

Depois do golo, o Arsenal procurou responder e cresceu na partida, chegando ao golo graças a uma grande penalidade marcada por Aubameyang, aos 25 minutos, depois do próprio ter sido derrubado por Azpilicueta na grande área.

Lampard, ainda antes do intervalo, foi obrigado a mexer por lesão de Azpilicueta, fazendo entrar Christensen aos 35', naquela que era a primeira contrariedade que a equipa do Chelsea via depois do golo dos 'gunners'.

A segunda parte começou com outra contrariedade para os 'blues', quando Pulisic, durante um sprint, sofreu uma lesão muscular, impedindo-o de continuar em jogo. Pedro entrou para o seu lugar aos 49 minutos.

Aos 67 minutos, o Arsenal carimbou a reviravolta no marcador graças a Aubameyang que bisou na partida com uma finalização de grande classe.

Minutos depois do golo as coisas ficaram ainda mais complicadas para os de Stamford Bridge, quando Kovacic viu o segundo amarelo e foi expulso da partida.

Numa partida que termina uma época longa em Inglaterra, o Chelsea voltou a ser afetado por mais uma lesão, aos 90+7', deixando a equipa dos 'blues' a jogar com 10 nos últimos momentos.

O resultado não mexeu e o Arsenal conquistou assim a Taça de Inglaterra, a sua 14.ª, a primeira desde 2016/17, e reforçou o estatuto de recordista da competição de clubes mais antiga da história do futebol.

Com este triunfo, o Arsenal também garantiu acesso à Liga Europa, depois de não o ter garantido via Premier League ao terminar no oitavo lugar e ‘roubou’ esta possibilidade ao Wolverhampton, de Nuno Espírito Santo, sétima na Premier League.

*Artigo atualizado às 20h06

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.