Ole Gunnar Solskjaer procedeu a oito alterações em relação à equipa que, quarta-feira, havia batido o Sheffield United por 3-0 para a Premier League, com o português Diogo Dalot entre os jogadores que conquistaram a titularidade, num 'onze' do qual não fez parte Paul Pogba. Não se viu assim, durante os 90 minutos, a dupla do francês com o português Bruno Fernandes, que uma vez mais foi titular.

O médio português, contudo, esteve discreto, pelo menos na primeira parte, onde ninguém foi capaz de desfazer o nulo, apesar de praticamente toda a manobra ofensiva do futebol do United passa-se pelos seus pés. Os lances de perigo, contudo, iam escasseando e o momento de maior aflição junto de uma das balizas no primeiro tempo até pertenceu ao Norwich. Valeram ao Manchester United dois bloqueios do defesa Harry Maguire, que assim manteve o 0-0.

Tudo mudou, contudo, logo a abrir a segunda parte. Luke Shaw cruzou na direção de Mata, a bola sobrou para os pés de Ighalo e este, com um desvio acrobático, bateu Tim Krul na baliza do Norwich.

O jogo seguiu equilibrado, ainda que com o United a dispor de mais tempo de posse de bola, mas foi o Norwich a marcar e a restabelecer a igualdade. E que golo! Um grande remate de Cantwell, a 30 metros do alvo, com a bola a entrar junto ao poste.

Faltavam 15 minutos para o apito final e Solskjaer lançou, então, Pogba e o francês quase marcou pouco depois, a passe de Greenwood. O domínio do United foi-se intensificando e o Norwich acabaria por ver-se reduzido a dez jogadores, por expulsão de Timm Klose, por falta sobre Ighalo.

Até ao final do minuto 90 assistiu-se a um assalto dos 'Red Devils' à baliza de Krull, mas o guarda-redes holandês brilhou com uma série de boas defesas e levou a decisão para prolnogamento.

Um prolongamento que seguiu na mesma toada, com uma série de grandes defesas de Krull, uma delas a remate de Bruno Fernandes, mas o golo acabaria por surgir quando já muitos contavam com os penalties. Num lance confuso na grande área do Norwich, a bola sobrou para o defesa Maguire, que oportuno atirou para o fundo das redes, carimbando o passaporte do conjunto de Manchester para as meias-finais da Taça de Inglaterra, troféu que não ergue desde 2016, então com José Mourinho ao leme.

O nome dos restantes três semifinalistas será conhecido este domingo, com a realização dos jogos Sheffield United-Arsenal, Leicester-Chelsea e Newcastle-Manchester City.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.