A seleção feminina de futebol deu um passo importante rumo ao Mundial2023 ao vencer a Bélgica por 2-1, no primeiro ‘play-off’ da qualificação europeia para o Mundial 2023.  Diana Silva e Fátima Pinto fizeram os tentos das lusas que, na terça-feira, medem forças com a Islândia, no segundo play-off.

Veja as melhores imagens da partida!

No Estádio do Vizela estava o primeiro ato do sonho de ver a seleção feminina num Mundial de futebol pela primeira vez. Para tal, seria preciso vencer a Bélgica equipa que esteve nos quartos de final do último Europeu no verão para, depois, jogar uma autêntica final com a Finlândia.

A equipa orientada por Francisco Neto entrou a todo o gás e podia ter marcado logo aos cinco minutos. Diana Silva meteu na área para Jéssica Silva que falhou o desvio por muito pouco.

Aos 15 minutos chegou a resposta da Bélgica, numa perda de bola de Diana Gomes em zona proibida. Tessa Wullaert tentou o golo mas a guardiã Patrícia Morais respondeu com uma grande defesa.

Mas aos 29 minutos, Portugal vai mesmo marcar. Joana Marchão tirou um fantástico cruzamento para Diana Silva que atirou para o fundo das redes. Estava feito o primeiro.

Só que passados 10 minutos, surgiu o empate. O VAR descortinou uma mão na bola, de Joana Marchão, na área lusa, chamou a árbitra do encontro que, após rever as imagens, assinalou grande penalidade. Tessa Wullaert não tremeu e empatou a partida da marca do castigo máximo.

O intervalo chegava com Portugal a dominar o encontro mas a não ser tão eficaz no último terço.

Final frenética mas saborosa

Era importante ser mais acutilante no segundo tempo e Fátima Pinto tentou resolver as coisas desde longe, num remate de fora da área que a guarda-redes Evrand defendeu para canto, aos 51 minutos. Era o primeiro sinal dos desejos de Portugal em resolver o encontro dentro do tempo regulamentar.

Oito minutos depois do aviso de Fátima Pinto, novo lance de perigo, agora por Jéssica silva, num remate por cima a passe de Carol Costa.

Portugal tinha de procurar o golo da vitória, mas também não descurar a defesa, já que a Bélgica tinha mostrado que podia incomodar em lances de contra-ataque. Aos 70 minutos, as belgas ficaram muito perto da reviravolta: centro de Cayman para a área onde apareceu Van Kerkhoven completamente sozinha mas a não conseguir desviar para golo. A bola acabou nas mãos de Patrícia Morais.

Play-off de qualificação para o Mundial feminino 2023: Portugal vs Bélgica
Fátima Pinto (D) de Portugal disputa a bola com Kassandra Missipo da Bélgica durante o jogo de play-off de qualificação para o Mundial feminino 2023 de futebol, disputado no estádio Futebol Clube Vizela, 06 de outubro de 2022. ESTELA SILVA/LUSA créditos: © 2022 LUSA - Agência de Notícias de Portugal, S.A.

Três minutos, a Bélgica meteu mesmo a bola no fundo das redes de Patrícia Morais mas o golo foi anulado pelo VAR. Passe fantástico de Biesmans para Wullaert que, isolada, correu para a baliza e atirou a contar. Mas, no momento do passe, a avançada estava ligeiramente adiantada.

Dois sinais importantes de que a seleção de Portugal teria de ter muito atenção para não ser surpreendida.

Aos 85 minutos chegou um dos lances do jogo. Diana Silva foi derrubada por Amber Tysiak, a árbitra marcou penálti mas, alertada pelo VAR, foi rever a jogada e assinalou falta mesmo no limite da área e trocou a cor dos cartões: em vez de amarelo, deu vermelho a belga que tinha acabado de entrar. No livre, Evrand fez uma grande defesa para canto.

E é do canto que vai nascer o golo da vitória, marcado por Fátima Pinto. A central subiu mais alto que toda a gente e atirou a contar, de cabeça, aos 89 minutos.

O 3-1 esteve perto, nos descontos, mas tanto Andreia Norton como Andreia Jacinto não conseguiram colocar a bola no fundo das redes, aos 95 minutos.

Na terça-feira, Portugal defronta a Islândia a partir das 18h00, mas em Paços de Ferreira. Se ultrapassar as islandesas e for uma das duas melhores (pontos na fase de grupos, com primeiro, terceiro, quarto e quinto, e na segunda ronda do ‘play-off’) entre as três vencedoras da segunda ronda, Portugal qualifica-se para o Mundial.

Caso consiga o apuramento, mas como pior dos apurados, Portugal segue para um ‘play-off’ intercontinental, que ditará as últimas três vagas, na Nova Zelândia (17 a 23 de fevereiro de 2023), com China Taipé, Tailândia, Camarões, Senegal, Papua Nova Guiné, Haiti, Panamá, Chile e Paraguai.

A fase final do Mundial feminino realiza-se na Austrália e na Nova Zelândia, de 20 de julho a 20 de agosto de 2023.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.