Carlo Ancelotti, treinador do Everton, revelou que falou com Jurgen Klopp sobre a receção do Liverpool ao Atlético de Madrid, da segunda mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões, numa altura em que vários jogos já tinham sido realizados à porta fechada e outros cancelados, devido ao novo coronavírus.

"Falei com Klopp e ele disse-me que jogar essa partida, sob determinadas condições, era um crime. Acho mesmo que ele tem razão", afirmou o técnico ao jornal 'Corriere dello Sport'.

O técnico italiano fez ainda uma reflexão sobre os efeitos da pandemia no futebol, salientando que o mais importante continua a ser a saúde de todos.

"O futebol agora conta zero. Só é importante resolver esta situação, e então a seguir o resto virá. Se for possível continuar a temporada onde ficou, será bom. Caso contrário, amém. Aqueles que insistem em falar sobre a preparação, e quantas semanas de treino serão precisas, fazem-me rir. São uma m*****, é uma piada", disse.

"O que está a acontecer vai mudar-nos profundamente. Teremos todos de ser capazes disso, a começar pelo futebol. Até falar em cortar salários e suspender os pagamentos me parece desatualizado. A economia vai mudar a todos os níveis em breve. Os direitos de televisão terão um valor mais baixo, os jogadores e treinadores ganharão menos. As pessoas vão ter menos dinheiro e poderão gastar menos nos bilhetes. Temos de nos preparar", explicou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.