O antigo internacional italiano de 38 anos revelou este domingo que vai retirar-se do futebol em dezembro quando terminar contrato com os norte-americanos do New York FC.

Em entrevista ao jornal 'Gazzetta dello Sport', Andrea Pirlo confessou que é tempo de dar lugar aos mais jovens.

"Atualmente não tenho cartilagem no meu joelho. Já procurei a opinião dos médicos da Juventus e eles dizem que não há nada a fazer. Nesta idade percebes que chegou a hora de dizer adeus ao futebol. Todos os dias tenho problemas físicos e não posso jogar como gostaria. É altura de dizer basta", disse Pirlo à referida publicação.

Questionado sobre o seu futuro no futebol, Pirlo confirmou uma abordagem de Antonio Conte para trabalhar como seu adjunto, mas não se comprometeu a dar mais pormenores.

"Depois de me retirar vou fazer qualquer coisa. Vou regressar a Itália em dezembro. Ser adjunto de Conte? Disse-me algumas coisas. Tenho algumas ideias em mente, mas preciso de tempo para decidir. Por teres sido um grande jogador não quer dizer que tenhas sucesso como treinador. É preciso sentir um chamamento. A decisão sobre o futuro ainda não está tomada", sentenciou o antigo jogador de AC Milan e Juventus.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.