A Associação de Ligas Europeias de Futebol (EFPL) reiterou nesta terça-feira a sua oposição à criação de uma "Superliga europeia fechada", que estaria a ser trabalhada pelos grandes clubes do continente.

Segundo documentos procedentes do 'Football Leaks', vários clubes europeus estavam a estudar a criação deste campeonato fechado, que substituiria ou competiria com a atual Liga dos Campeões.

O torneio contaria com 16 equipas, sendo 11 delas fundadoras: Bayern de Munique, Real Madrid, Barcelona, Juventus, Paris Saint-Germian, AC Milan, Manchester United, Manchester City, Chelsea, Liverpool e Arsenal.

Outros cinco clubes seriam convidados: Atlético Madrid, AS Roma, Inter de Milão, Borussia Dortmund e Olympique de Marselha.

O projeto seria inspirado nos modelos de ligas americanas, que garantiria receitas estáveis aos clubes. A Associação indica em comunicado que "toma nota dos rumores e especulações, e manifesta de forma permanente a sua oposição à criação de uma Superliga fechada sob o modelo de uma franquia".

"As Ligas apoiam o modelo desportivo europeu baseado numa estrutura de pirâmide, em que os mecanismos de promoção e despromoção e o mérito desportivo são o núcleo de qualquer competição", pode ler-se no comunicado, que acrescenta que as Ligas Europeias "apoiam totalmente a UEFA" na organização de competições continentais.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.