Depois da derrota com o Uruguai por 0-3, Carlos Queiroz, selecionador da Colômbia, afirmou que a sua equipa foi prejudicada, deixando duras críticas à arbitragem.

“Somos confrontados com uma doença, o COVAR, que ninguém entende. Nem os treinadores, nem os jogadores”, desabafou o treinador português após mais um jogo de qualificação para o Mundial2022.

Em causa uma grande penalidade não assinalada a favor dos colombianos, quando estes perdiam ainda por 0-1: “Não apitar aquele penálti, quando o árbitro está a quatro metros do lance, é quase criminoso. Estou indignado com a arbitragem. O árbitro [n.d.r. o argentino Fernando Rapallini] devia dar uma justificação à nossa Federação sobre o porquê de não ter assinalado um penálti que foi claro para todo o mundo”.

Nesse jogo, em Barranquilla, Cavani, Luis Suárez e do benfiquista Darwin Núñez marcaram para o Uruguai.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.