O Cruz Azul informou no sábado ter 22 casos positivos de covid-19, oito na equipa masculina e 14 na feminina, o que converte o clube no que mais casos tem no futebol mexicano.

Em comunicado, o clube, até setembro do último ano treinado pelo português Pedro Caixinha, explica que, além dos casos positivos, existem outros inconclusivos – dois na estrutura feminina e sete na masculina -, mas todos assintomáticos.

O plantel masculino, orientado pelo uruguaio Robert Siboldi, treina em Querétaro, no centro do país, e na última semana tinha visto regressar o goleador uruguaio Jonathan Rodríguez, ex-Benfica, e o médio Rafael Baça, recuperados de covid-19.

Com os casos reportados pelo Cruz Azul, a Liga mexicana já atingiu os 60 diagnósticos de covid-19, entre futebolistas, equipas técnicas e ‘staff’, a maioria dos quais já recuperados, entre os quais 15 no Santos Laguna e oito no Toluca.

As equipas mexicanas já preparam o torneio de abertura de 2020, cujo arranque está previsto para 24 de julho, à porta fechada.

O México regista mais de 200.000 casos de covid-19 e cerca de 26.000 mortes associadas.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 495 mil mortos e infetou mais de 9,87 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.