O Sindicato Mundial dos Futebolistas Profissionais, FIFPro, está preocupado com o facto de estar a ser exigido aos jogadores que disputem demasiados encontros num curto espaço de tempo, com o retomar progressivo das competiçõpes após a paragem ditada pela COVID-19 e aponta que se nota já um aumento de lesões.

Em comunicado emitido esta sexta-feira, a FIFPro sublinha que os organizadores das competições "falharam no que toca à introdução de medidas de salvaguarda para proteger a saúde dos atletas durante aquele que vai ser um calendário hiper-congestionado".

"Com o retomar dos jogos assistimos já a um primeiro pico de lesões, fruto do tempo de preparação insuficiente e do apertado calendário de jogos", acrescenta o mesmo comunicado.

A atual temporada futebolística foi interrompida durante cerca de três meses na maior parte dos países europeus devido ao novo coronavírus e as Ligas nacionais estão agora a realizar um autêntico 'contra-relógio' para terminarem as respetivas temporadas no final de julho.

A Champions League e Europa League vão ser concluídas em agosto, enquanto a temporada de 2020/21 deverá arrancar em meados de setembro, com o regresso dos jogos de seleções a ter ainda de ser encaixado pelo meio.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.