Zlatan Ibrahimovic voltou a criticar o selecionador da Suécia pela ausência de jogadores de outras etnias nas convocatórias.

"Primeira convocatória e o que se passou? Quantos jogadores de outra origem convocou? Nenhum. Foi questionado sobre isso e queixou-se. Depois lá chamou jogadores de outras origens para ser politicamente correto", começou por dizer o avançado dos LA Galaxy ao jornal sueco 'Expressen'.

Ainda assim, o jogador considera que Andersson deve manter-se fiel às suas ideias: "Se é isso que ele defende, deve manter-se firme e não mudar só porque começam a fazer perguntas."

Confrontado com estas declarações, Andersson não gostou do que ouviu. "Irrita-me que insinuem que eu seria capaz de basear as minhas escolhas na origem das pessoas. Está muito longe do que defendo enquanto selecionador e enquanto pessoa", garantiu.

Recorde-se que Ibrahimovic, que também tem nacionalidade bósnia, deixou a seleção sueca no final do Euro 2016.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.