Um incêndio de grandes proporções deflagrou, na madrugada de sexta-feira, no Centro de treinos do clube de futebol Flamengo em Vargem Grande, zona oeste do Rio de Janeiro, no Brasil, provocando a morte a dez pessoas e ferindo ainda pelo menos outras três.

Felipe Cardoso, médio de sub-17 do Flamengo e um dos sobreviventes da tragédia revelou como tudo aconteceu e como o incêndio deflagrou na madrugada desta sexta-feira.

Só uma reação rápida de Felipe Cardoso permitiu ao jovem salvar a própria vida.

"O incêndio começou no meu quarto. O ar condicionado começou a pegar fogo e eu saí correndo. Graças a Deus consegui correr e estou vivo", contou o jovem futebolista ao afirmou ao canal "Coluna do Flamengo".

Segundo a Globo Esporte, que cita fonte dos bombeiros, o incêndio no Centro de Treinos Presidente George Helal, conhecido como Ninho do Urubu, o alerta foi dado às autoridades 5h17 (hora local no Brasil). Além das dez mortes, três pessoas estão em estado grave, sendo que uma delas encontra-se em estado considerado muito grave.

Por volta das 7h20 (9h20 em Lisboa), imagens de um helicóptero que foram exibidas pela rede de televisão Globo mostravam que as chamas já tinham sido controladas, mas deixaram uma grande área destruída.

Incêndio no centro de treinos do Flamengo faz 10 mortos
Incêndio no centro de treinos do Flamengo faz 10 mortos créditos: TV Globo

Segundo informações publicadas pelo portal de notícias G1, da rede Globo, nas instalações atingidas pelo fogo, conhecidas por alojamentos do Ninho do Urubu, dormiam atletas com idades entre 14 e 17 anos.

O tenente-coronel do Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro, Douglas Henaut, disse à TV Globo que ainda não é possível saber se há mais vítimas no local, nem fazer a sua identificação, um trabalho que será realizado posteriormente pela Polícia Civil.

Apesar de as vítimas mortais ainda não terem sido identificadas, o canal desportivo Sportv informou que quatro eram jogadores da equipa de juniores do Flamengo, quatro eram funcionários do clube e dois eram atletas que estavam no local para realizarem testes.

Os três feridos foram identificados como atletas juniores do Flamengo que dormiam no local, Cauan Emanuel Gomes Nunes, de 14 anos, Francisco Diogo Bento Alves e Jonathan Cruz Ventura, ambos de 15 anos.

A zona oeste da cidade brasileira do Rio de Janeiro foi uma das mais afetadas por um temporal que atingiu a cidade esta semana.

Familiares e amigos dos jovens deslocaram-se para o Campo de Treinos à procura de mais esclarecimentos. O presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, também se dirigiu para o local.

A equipa principal do Flamengo tinha treino agendado para o local às 9h30 (11h30 em Lisboa), o último treino de conjunto antes do clássico contra o Fluminense no próximo sábado.

As causas do fogo são desconhecidas, sendo que o caso já está a ser investigado pelas autoridades.

O centro de treino do Ninho do Urubu é considerado um dos mais modernos da América Latina e possui um módulo para a equipa profissional do Flamengo, dois campos de treino e um espaço específico para a preparação de guarda-redes, além da área de alojamento para atletas das camadas jovens, que foi atingida no incêndio.

Em 2018, o Flamengo, que é a equipa de futebol mais popular do Brasil, inaugurou uma nova estrutura para a equipa principal e deixou as antigas instalações para os jogadores das categorias jovens do clube.

Jogo entre Flamengo e Fluminense adiado

O incêndio no Ninho do Urubu levou a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) a adiar o jogo Flamengo-Fluminense, que se realizaria este sábado, referente à meia-final da Taça Guanabara.

"A FFERJ lamenta a tragédia ocorrida no CT do Flamengo e se solidariza com as famílias. A FERJ informa que não há clima para a realização do Fla-Flu e está convocando, para reunião pela manhã, @FluminenseFC, Fla e a TV detentora dos direitos do Carioca para decidir sobre o caso", informou o organismo nas redes sociais.

Também a Confederação Brasileira de Futebol já reagiu a esta tragédia na redes sociais.

Entretanto Wendel, jogador do Sporting, já reagiu à tragédia no clube brasileiro.

O ex-jogador do Fluminense não quis deixar passar em claro este acontecimento triste que está a chocar o mundo.

Também figuras como Vinicius Jr., jogador que se transferiu no defeso do 'mengão' para o Real Madrid e duas grandes figuras do 'Fla' como Romário ou Zico também já reagiram a este trágico acontecimento.

"Um incêndio destruiu parte do Ninho do Urubu agora de manhã em Vargem Grande. No local, ficam alojados adolescentes. Uma tragédia. 10 garotos em busca de sonhos morreram, outros 3 estão internados, que dor pra essas famílias. Toda minha solidariedade. Vamos esperar mais notícias. Força aos que estão internados e aos outros que escaparam da tragédia", escreveu Romário na sua conta do Instagram

Neymar deixou também um voto de pesar aos compatriotas.

Reação do presidente do Flamengo

O Presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, fez um breve pronunciamento aos jornalistas que estavam no local do incidente, na zona oeste da cidade brasileira do Rio de Janeiro, ao início da tarde de hoje, sublinhando a consternação do clube.

"Estamos todos consternados, esta é certamente a maior tragédia pela qual este clube passou nos últimos 123 anos, com a perda destas 10 pessoas. O mais importante agora é a gente se dedicar a tentar minimizar o sofrimento e a dor destas famílias, que certamente estão sofrendo muito", disse.

"Podem estar certos que o Flamengo está cuidando disto e não vai poupar esforços para minimizar [a dor dos familiares] ao máximo. O Flamengo coopera com as autoridades para que a causa deste incêndio seja apurada. Ninguém mais do que nós tem interesse de que isto ocorra", acrescentou.

No final da breve declaração, que foi a primeira posição oficial do Flamengo sobre o incidente, Landim afirmou que "todos nós, do clube, estamos de luto": "É uma tristeza enorme que estamos sentindo".

Ainda são desconhecidos os nomes das vítimas mortais

Embora os nomes das vítimas mortais não tenham sido divulgados, o canal desportivo Sportv informou que quatro eram jogadores das categorias juniores do Flamengo, outros quatro eram funcionários do clube e dois eram atletas que estavam no local para realizarem testes.

Os três feridos foram identificados como atletas de categorias juniores do Flamengo que dormiam no local. São eles, Cauan Emanuel Gomes Nunes, de 14 anos, Francisco Diogo Bento Alves, de 15 anos e Jonathan Cruz Ventura, de 15 anos.

O centro de treinos do Ninho do Urubu era considerado um dos mais modernos da América Latina e possui um módulo para a equipa profissional do Flamengo, dois campos e um espaço específico para a preparação de guarda-redes, além da área de acomodação para atletas juvenis que foi atingida no incêndio.

Em 2018 o Flamengo, uma das mais populares equipas do Brasil, inaugurou uma nova estrutura para a equipa principal e deixou as antigas instalações para os jogadores das categorias juniores do clube.

Artigo atualizado às 15h35.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.