A justiça espanhola pretende que o antigo futebolista Romário seja ouvido no Brasil no âmbito da investigação ao antigo presidente do Barcelona Sandro Rosell.

Segundo fontes judiciais citadas pela agência EFE, a juíza Carmen Lamela enviou uma carta rogatória para a justiça brasileira, com o objetivo de registar o testemunho do antigo avançado, dada a sua presença na comissão legislativa criada para investigar as irregularidades no futebol ‘canarinho’.

O antigo presidente do FC Barcelona está em prisão preventiva desde 25 de maio, sob a acusação de branqueamento de capitais.

Rosell terá tido a colaboração do ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol Ricardo Teixeira, que é o principal alvo da comissão.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.