O antigo internacional checoslovaco Antonin Panenka, que no Campeonato da Europa de 1976 se tornou herói do seu país ao conduzir a Checoslováquia à conquista do seu único grande título de seleções, ficando para a história com o seu mítico penálti no desempate por pontapés da marca da grande penalidade na final, ante a RFA, encontra-se internado nos cuidados intensivos de um hospital na República Checa.

A notícia foi dada esta quarta-feira pelo Bohemians 1905, antigo clube de Panenka e do qual o ex-jogador é presidente honorário. "Antonin Panenka foi levado hoje para uma unidade de cuidados intensivos, em estado grave. Não iremos fazer mais comentários sobre a sua condição. Força, Tonda!", escreveu o clube checo na sua conta oficial no Twitter.

Entretanto, o clube confirmou também o que a generalidade da imprensa checa havia já avançado: o lendário médio checoslovaco, de 71 anos, encontra-se infetado com COVID-19.

O então inovador e arrojado penálti de Panenka acabou por ser batizado com o nome do antigo centrocampista e, desde então, muitos têm sido os jogadores que o têm replicado - uns com mais sucesso do que outros - nos mais diferentes palcos. Na memória dos portugueses estará, sobretudo, a grande penalidade batida por Hélder Postiga nos quartos-de-final do EURO2004, no triunfo sobre a Inglaterra no desempate por penáltis.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.