Causou alguma estranheza o facto de a FIFA ter escolhido uma pessoa para concorrer para o prémio de Melhores Adeptos do Mundo. O chileno Sebastián Carrera vai lutar com os adeptos da seleção do Peru, e com os do Senegal e do Japão que se notabilizaram no Mundial da Rússia ao limparem os estádios por onde passavam.

Esta escolha inusitada da FIFA tem um motivo e é um prémio para alguém que não olha a meios para apoiar a sua equipa.

Amor sem limites: Carrera  fez 3000 km para ser o único a apoiar a sua equipa fora de casa

Sebastián Carrera saltou para a ribalta quando foi apanhado, sozinho, nas bancadas do Estádio Francisco Sánchez Rumoroso de Coquimbo, reservado a adeptos da equipa visitante, a apoiar o seu Deportes de Puerto Montt frente ao Club de Deportes Coquimbo Unido, da Segunda Divisão do Chile.

As imagens de Carrera, sozinho, a gritar 'Olé' a cada jogada da sua equipa, os gritos e os pulos, a balançar uma bandeira gigante do Deportes de Puerto Montt chamaram a atenção da realização do jogo. Naquela bancada, reservada aos adeptos adversários, Sebastián Carrera ia fazendo a festa sozinho, vibrando à sua maneira com os golos de Jorge Guajardo e Leandro Delgado.

Neste encontro da 12.ª jornada do campeonato da Segunda Divisão, disputado a 22 de outubro de 2017, Carrera festejou sozinho a vitória da sua equipa por 2-1. Uma vitória saborosa que terá compensado os três mil quilómetros que teve de fazer (1500 de um lado e 1500 de outro).

No final do encontro, os jogadores do CD Puerto Montt dirigiram-se à bancada onde estava o solitário adepto e festejaram com ele uma vitória saborosa. "Esta vitória é para ti. Obrigado por confiares em nós e por nos acompanhar até aqui, sem olhar a meios. Fizeste tudo pela tua equipa", agradeceu Juan Pablo Abarzúa, um ods jogadores da equipa, na sua conta no Twitter.

Mas como é que um adepto faz três mil quilómetros só para ver um jogo da sua equipa?

"É uma viagem muito difícil, extenuante, esgotante, mas nada me iria impedir de ir ver a minha equipa. Não é novidade para mim, já festejei muitos triunfos aqui [no estádio Sánchez Rumoroso]", justificou, na altura, Sebastián Carrera o adepto solitário.

"É difícil ser deste clube porque temos uma cidade marcada com equipas de Santiago [capital do Chile] e poucos jovens se identificam com o Puerto Montt. Então poder mostrar-lhe o que se passou hoje [ser o único a ver a equipa fora de casa]é positivo porque muitos jovens se vão identificar com o clube e isso é o melhor que me pode acontecer porque sou um apaixonado por este clube. Amo o clube acima de tudo no mundo", confessou, em outubro, numa entrevista ao site 'DPM'.

A revista alemã '11 freunde' [11 amigos, em português], rendeu-se à entrega, dedicação e amor ao Deportes Puerto Montt por parte de Carrera.

Sebastián Carrera
Sebastián Carrera

"Viajar com a tua equipa és uma experiência inesquecível. Com os amigos, os adeptos da equipa, de autocarro ou comboio, cantando, partilhando memórias e, acima de tudo, apoiando a tua equipa. Mas e quando vives num dos países mais estranhos do Mundo, com mais de 4300 quilómetros de cumprimento e apenas 200 km de largura? Adeptos fanáticos existem em todo o lado, mas não há nenhum como este", escreveu na altura, aquela publicação alemã.

Há 20 anos que Sebastián Carrera vai alimentando esse amor incondicional, de viagens incensáveis, solitárias, de horas e horas de autocarro ou comboio. O seu amor ao clube levou a companhia aérea JetSmart a premia-lo com viagens grátis durante um ano para todos os jogos fora do Puerto Montt, desde que as viagens fossem feitas de avião.

A história deste fanático adepto de 33 anos chegou até Arturo Vidal, um dos melhores jogadores chilenos da atualidade, que partilhou a sua história quando estava na Alemanha, no Bayern Munique.

A cerimónia dos prémios 'The Best' está marcado para 24 de setembro de 2018 em Londres.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.