Hristo Stoichkov está a acompanhar com muita atenção os danos da pandemia de COVID-19 na Europa e no mundo. O antigo internacional búlgaro reside agora nos Estados Unidos da América e está a cumprir a primeira semana de isolamento em Miami. Só sai de casa para ir aos estúdios de televisão da Univison onde participa num programa que lhe permitiu fazer entrevistas a muitas estrelas do futebol mundial.

Numa entrevista ao jornal espanhol 'Mundo Deportivo', o melhor jogador búlgaro de todos os tempos explicou como tem sido estes primeiros dias.

"Aqui em casa acompanhamos com muita atenção o que se tem passado em Itália e Espanha e isso levou-nos a tomar medidas cedo. É uma calamidade. Mas se virmos bem, afeta sobretudo os idosos e é esse grupo que temos de proteger. Sou um desportista nato, fiz desporto toda a vida, sou saudável, mas nesta altura tenho muito cuidado para não apanhar o vírus e não contagiar as pessoas à minha volta. Não é preciso assustar as pessoas, é preciso educá-las para que saibam como se proteger a si e aos seus", começou por explicar.

"Como muito alho, cebola, bebo água quente e tomo muitos banhos de água quente", finalizou.

Ao jornal espanhol, o antigo craque do Barcelona falou das mais de 50 entrevistas que já fez a estrelas do futebol mundial e deixou elogios alguns, como Mourinho, Simeone e Klopp.

"Mourinho gosta muito de mim. É sempre muito interessante ouvi-lo a falar, é uma pessoa que te surpreende. E sabes onde também fui muito bem tratado? No Atlético de Madrid, sobretudo pelo presidente e pelo Simeone. Adorei entrevistar o Klopp que me deixou entrar no hotel onde estava concentrada a equipa do Liverpool, três dias antes da final da Champions. O Klopp é um fenómeno", sublinhou.

Na mesma entrevista, Stoichkov deixou uma garantia: numa entrevistaria Cristiano Ronaldo.

"Entrevistei todos os que queria [Gary Lineker, Guardiola, Koeman, Pochettino, Maldini, Totti, Messi, Simeone, Mourinho, Klopp, entre muitos outros], incluindo os meus compadres Popescu e Hagi. Nunca faria um entrevista ao Cristiano Ronaldo. Não quero. Faço entrevistas para falar de futebol, não procuro manchetes. Falo de situações caricatas, de ensinamentos com os melhores", atirou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.