Caíque Oliveira, defesa do Paysandu, tão cedo não esquecerá este penálti. A sua equipa estava em vantagem na decisão por penáltis da final da Copa Verde, frente ao Cuiabá, e restava ao jogador brasileiro bater a grande penalidade que daria a vitória ao Paysandu.

Considerado o melhor marcador de penáltis da sua equipa, e com um estilo muito próprio, Caíque Oliveira caminhou em direção à bola, ensaiou o remate e atirou... para fora.

O falhanço acabou por permitir a reviravolta do Cuiabá, que assim venceu, pela segunda vez consecutiva, a Copa Verde.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.