A equipa do Kabuscorp do Palanca realizará o estágio pré-competitivo a partir do dia 3 de Janeiro, na província de Benguela, onde vai trabalhar cerca de 40 dias, tendo descartado a possibilidade de estagiar na África do Sul.

O objectivo é claro: lutar pela conquista do segundo título no Girabola Zap.

Durante a estadia em terras das Acácias Rubras, os palanquinos farão alguns jogos amistosos com as equipas do campeonato para pôr à prova algumas dinâmicas  e avaliar a integração dos reforços.

Os reforços da equipa são o guarda-redes JB, ex-Interclube, Lélé, defesa central, Filão, avançado, e o médio trinco, Tondo, todos vindos do Recreativo da Caála. Já o lateral direito, Emilson, regressa a casa, após representar o Santa Rita de Cássia nesta época 2017, tal como Lunguinha que jogou pelo Progresso do Sambizanga. Fuila, médio trinco, vem da Académica do Lobito, Dário e Nandinho, representaram o Recreativo do Libolo.

Entretanto, o vice-presidente do Kabuscorp para o futebol, José Domingos “Dimas”, confirmou que os reforços citados já assinaram os contratos, mas não revelou o tempo e montante que cada um vai receber. “Estes vão-se juntar aos retantes 11 jogadores que ficaram”, sublinhou.

Sendo assim, a formação tem um plantel constituído por 20 jogadores, embora tenha previsões de reforçar, uma vez que o mercado das transferências ainda está aberto, bem como as inscrições.

De recordar que nesta época 2017, os palanquinos reforçaram-se com 14 jogadores, facto que originou alguma polémica nos bastidores.

No dia 11 de Fevereiro de 2018, a agremiação fará a estreia no Girabola Zap, frente ao Recreativo da Caála, a partir das 15 horas, no Estádio dos Coqueiros, em Luanda.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.