No jogo grande da 10ª jornada do Girabola, Petro de Luanda e Kabuscorpo dividiram os pontos. Perante cerca de 35 mil espectadores que se deslocaram este domingo ao Estádio 11 de novembro, os Petrolíferos cederam um empate e ficaram ainda mais longe da liderança.

Os golos da partida só foram marcados no segundo tempo. Primeiro foi o Kabuscorp do Palanca a inaugurar o marcador por intermédio do avançado congolês Mpele Mpele, aos 59 minutos, aproveitando um cruzamento de Miguel para a área.

O Petro de Luanda viria a chegar ao empate pelo inevitável Kêmbua, aos 65 minutos, num bom golpe de cabeça. O avançado angolano alcançou Yano do Progresso na lista dos melhores marcadores, com oito golos.

O Petro, segundo classificado do Girabola, voltou a evidenciar dificuldades frente ao Kabuscorp. Desde 2009 que os Petrolíeros não vencem os Palanquinhas no Girabola. A última vitória aconteceu em 2008, por 1-0.

Na próxima jornada o Petro defronta fora o Progresso, num duelo de goleadores. De um lado, Kêmbua do Petro com oito golos, do outro, Yano do Progresso, também com oito tentos. Um duelo que promete.  

Já os comandados de Victor Bondarenko, 7º classificados do Girabola, recebem o Sagrada Esperança.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.