De uma região com tradição no futebol, o Recreativo da Caála, uma das mais antigas agremiações do Girabola2017, pode continuar na modéstia classificativa de 2016 ou transfigurar-se e fazer reviver a fabulosa época de 2010.

O décimo segundo lugar do campeonato passado foi conseguido a muito custo devido a dificuldades que enfrentou. A sua irreverência, profissionalismo dos seus integrantes e talvez a tradição, poderão ter “segurado” os caalenses na I divisão.

Em 2017, porém, em face do quadro geral da economia do país, muito mais difícil será manter-se no Girabola. O que fica bem espelhado nos objetivos traçados: melhorar a classificação.

Pelo discurso, quer dizer que, caso consigam a 11ª posição, a dois da despromoção e a cinco do fim da tabela, alcançado as metas.

Mas desta guerreira agremiação pode-se esperar tudo de bom, como foi em 2010 – o ano do “quase”!

Efetivamente, em oito anos de Girabola, a temporada de 2010 representou a mais competitiva de todas, tendo chegado ao fim em segundo lugar com os mesmos pontos que o Interclube, que se sagrou campeão nacional no sistema de desempate.

Perfil

Designação: Clube Recreativo da Caála

Origem e significado do nome: Por ser do município da Caála

Data da Fundação: 24 de Junho de 1944

Presidente de direção: Horácio Mosquito

Equipa técnica: Carlos Alberto Cardeau (treinador), Luís Miguel Curado Aires (treinador adjunto), Severino Ulombe Capessa (treinador de guarda-redes)

Entradas no plantel: ainda por confirmar

Saídas no plantel: ainda por confirmar

Composição do plantel: por confirmar

Estádio: Recreativo da Caála

Data de inauguração: 06 de Outubro de 2013

Capacidade: 11.710 espectadores

Localização: 23 quilómetros da cidade do Huambo

Equipamento oficial: Camisola e meias azuis e calções brancos

Equipamento alternativo: tudo branco - Camisolas, calções e meias

Ano de estreia no Girabola: 2009

Adversário e resultado: FC Bravos do Maquis, derrota por 2-1

Melhor época no Girabola: 2010 (2º lugar, com os pontos do campeão)

Pior época: 2016 (12º lugar)

Conquistas: Campeão da série B do torneio de apuramento em 2008.

Presenças em competições da CAF: 2011 (preliminares de acesso à liga dos campeões) e 2013 (preliminares de acesso aos grupos da Taça CAF)

Patrocinador: Grupo António Mosquito

Principais dificuldades: Limitações financeiras e falta de mais patrocinadores

Número de sócios: 7.200

Facebook: ClubeRecreativodaCaala/

Jogadores de referência que passaram pelo clube: Elijah Tana (internacional zambiano), Paizinho e Quinzinho (internacionais angolanos)

Jogadores que se destacaram antes da presença no Girabola: Moisés Feliciano, David Velhas, Mascarenhas, Dimas, Carnaval, Fançony, Raimundo, Conceição, Pintar, Januário, Lito Chaves e Hélio.

Maior goleador da história do clube: Paizinho, 51 golos, sendo quatro em 2009, nove em 2010, oito em 2011, nove em 2012, 12 em 2015 e nove em 2016.

Objetivo nesta época: Melhorar a classificação anterior (12º) e chegar o mais longe possível na Taça de Angola.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.