A agência noticiosa Associated Press revelou, esta quarta-feira, que existem "seis seleções europeias" a equacionar abandonar a FIFA caso a proposta de realizar o Mundial de futebol de dois em dois anos seja aprovada.

Este ultimato surge na sequência do telefonema de Gianni Infantino aos presidentes de 55 federações do Europa a explicar os detalhes e benefícios da alteração da realização da prova.

"Qualquer país que abandone a FIFA poderia ter o apoio do presidente da UEFA, Aleksander Ceferin", que também está contra a proposta.

Dinamarca, Suécia, Noruega, Finlândia, Islândia e as Ilhas Faroé já manifestaram publicamente estar contra a realização da prova de dois em dois anos num comunicado organizado e publicado na passada semana.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.