Uma estátua do português Cristiano Ronaldo causou alvoroço no estado de Goa, no sul da Índia, onde os moradores acusam as autoridades de insensibilidade por homenagear uma estrela do desporto da antiga potência colonial.

Vários manifestantes com bandeiras negra reuniram-se no local, após a inauguração da estátua de CR7, esta semana, na cidade de Calangute.

Os manifestantes expressaram a sua raiva pelo fato de as autoridades terem ignorado as estrelas do desporto da Índia e escolhido um jogador de Portugal. Goa tornou-se independente de Portugal em 1961.

Micky Fernandes, um ex-jogador internacional originário de Goa, disse que esta escolha foi "dolorosa" e que tem sido vivida como uma "ressaca" do domínio português.

"Ronaldo é o melhor jogador do mundo, mas ainda devemos ter a estátua de um jogador de Goa", disse Fernandes à AFP.

A maior parte da Índia atual conquistou a independência em 1947. Por outro lado, Goa, após um conflito armado com o poder colonial português, tornou-se um território autónomo administrado pelo governo federal indiano em 1961, e foi admitido como um estado pleno da Índia em 1987.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.