O México e os Estados Unidos qualificaram-se na quinta-feira para a final da edição inaugural da Liga das Nações de futebol da CONCACAF (América do Norte, Central e Caraíbas).

Em Denver, Colorado, onde está a ser disputada a prova, o encontro entre o México e a Costa Rica chegou a estar interrompido, devido a cânticos homofóbicos dirigidos ao guarda-redes da Costa Rica, Leonel Moreira, alegadamente provenientes da bancada em que estavam os adeptos mexicanos.

O encontro acabou empatado 0-0 e o México, com o portista Jesus Corona no banco, acabou por se apurar no desempate por grandes penalidades (5-4), com o guarda-redes Guillermo Ochoa a defender o decisivo remate de Allan Cruz.

A jogar em casa, os Estados Unidos sofreram para vencer as Honduras, por 1-0, com o golo do triunfo a surgir aos 89 minutos, por Theoson Siebatcheu, que tinha entrado 11 minutos antes, na mesma altura de Reggie Cannon, do Boavista.

O também 'axadrezado' Alberth Elis foi titular nas Honduras, que teve Jorge Benguché, igualmente do Boavista, no banco.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.