Em Paris desde 2017 a 2023, antes de rumar ao Al Hilal, a passagem de Neymar pelo PSG ficou marcada por várias lesões. Num momento em que o avançado brasileiro está afastado dos relvados após ser intervencionado na sequência de mais uma lesão, o 'L'Équipe' entrevistou Eric Rolland, à data médico do PSG, agora no Rennes.

Ao jornal desportivo francês, o especialista explicou que a lesão de Neymar foi detetada logo no momento dos testes médicos e que deveria ter sido realizada uma intervenção cirúrgica, inviabilizada pelo furor em torno da contratação mais cara de sempre.

De acordo com a publicação, o avançado brasileiro já tinha uma fratura de stress no 5.º metatarso do pé direito, o que ajuda a explicar as lesões que marcaram a estadia do jogador em Paris, entre 2017/2018 e 2022/2023.

Os constantes problemas de Neymar no PSG também foram explicados por um médico da seleção francesa, que manteve o anonimato: "Há muitas razões. A sua morfologia, constituição física. O seu estilo de jogo, com dribles e movimentos dinâmicos, também são explicação. Se nos focarmos nas suas lesões no 5.º metatarso do pé direito são lesões traumáticas."

Neymar voltou a lesionar-se no pé direito em março, sendo sujeito a operação, antes de ser contratado no verão passado pelos sauditas a troco de 90 milhões de euros. Neste momento, o craque orientado por Jorge Jesus recupera de uma rotura do ligamento do joelho esquerdo, que o levou a ser novamente intervencionado.

O regresso aos relvados está previsto para o início de 2024.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.