O selecionador do Brasil de futebol, Tite, afirmou hoje que a acusação de violação de que o jogador Neymar está a ser alvo é um assunto pessoal, que não irá comentar.

“Sei que este é um assunto pessoal, não me cabe a mim julgar”, disse Tite, em conferência de imprensa, acrescentando: “O que posso dizer é que estou com Neymar há três anos e, em matéria de assuntos pessoais, sempre tem havido lealdade e confiança”.

Neymar foi acusado de ter violado uma mulher em Paris, segundo uma queixa-crime apresentada na sexta-feira pela alegada vítima na polícia de São Paulo, a que a agência noticiosa AP teve acesso.

Segundo a queixa, o incidente ocorreu em 15 de maio, às 20:20, num hotel da capital francesa, onde Neymar representa o Paris Saint-Germain.

A mulher diz que conheceu Neymar através de mensagens na rede social Instagram e que um representante do jogador lhe comprou os bilhetes de avião e um quarto de hotel em Paris.

Entretanto, o jogador publicou nas redes sociais na Internet mensagens privadas trocadas com a mulher que o acusou de violação, com o objetivo de demonstrar que está a ser alvo de uma cilada.

“Foi uma armadilha e acabei por cair. (...) A partir de agora vou expor toda a conversação que tive com a rapariga, todos os nossos momentos, que são íntimos, mas é necessário expô-los para provar que realmente não aconteceu nada de mais”, afirmou o avançado do Paris Saint-Germain na conta oficial no Instagram.

Neymar está concentrado com a seleção do seu país com vista à participação na Copa América, que decorre no Brasil entre 14 de junho e 07 de julho.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.