O selecionador dos Países Baixos, Louis van Gaal, revelou hoje que tem um tipo agressivo de cancro na próstata, mas que isso não o deverá impedir de estar no Mundial2022 de futebol.

Numa entrevista à televisão neerlandesa RTL, Van Gaal adiantou que já realizou 25 sessões de radioterapia e que os jogadores não sabiam da doença, pois realizava os tratamentos à noite, já depois dos treinos.

Van Gaal explicou que pensou se haveria de contar às pessoas com que trabalha que estava doente, mas acabou por adiar essa comunicação, porque isso iria afetá-las, pelo que apenas disse aos "amigos e familiares".

Apesar da doença, Van Gaal garantiu que a sua intenção é manter-se como selecionador dos Países Baixos no Mundial2022, no Qatar, no qual está integrado no Grupo A, juntamente com o país anfitrião, o Equador e o Senegal.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.