Carlo Ancelotti evitou alongar-se em comentários sobre a controversa arbitragem de Undiano Mallenco no clássico entre o Real Madrid e o Barcelona, que terminou com a vitória catalã por 4-3.

Apesar das críticas desferidas por Ronaldo, Sergio Ramos ou Arbeloa, o técnico italiano preferiu não alimentar a "fogueira da polémica". "Foi um bom jogo. Cometemos pequenos erros e, por isso, não ganhámos. Lutámos e jogámos com intensidade, mas há que esquecer este jogo. Na próxima quarta-feira teremos um jogo-chave. A Liga está em aberto para os três", começou por dizer Ancelotti, relativizando ainda o hat-trick de Messi: "É verdade que marcou três golos, mas dois são de grande penalidade e o outro é num ressalto na área. Os pequenos erros castigaram-nos."

Novamente questionado sobre a atuação do juiz da partida, Ancelotti centrou as suas atenções no impacto que a expulsão de Sergio Ramos teve no jogo. 

"Se há penálti sobre Neymar? Não vi o lance. Foi uma jogada chave porque o jogo estava controlado naquela altura. A partir daí, com um a menos, ficou mais difícil. Mas nem falei com os jogadores sobre este tema. Podem ter sido tomadas decisões pelo ábitro que nos penalizaram, mas temos é de pensar no jogo com o Sevilha", rematou. 

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.