Ao contrário de outras épocas, o Real Madrid tem estado, neste mercado de transferências, focado em reduzir o plantel e em colocar os jogadores que não fazem parte das contas do treinador, Zinedine Zidane. O jornal espanhol 'Marca' fez as contas e diz que o valor alcançado, ainda antes do regresso da equipa ao trabalho, agendado para esta segunda-feira, deve ascender aos 83,5 milhões de euros.

Achraf foi vendido ao Inter por 40 milhões (podendo o valor subir mediante outras varáveis), Javi Sánchez foi vendido ao Valladolid por 3,5 milhões, Óscar Rodríguez vendido ao Sevilha por 13,5 + 1,5 possíveis, por 75 por cento do passe, e James irá para o Everton por, aproximadamente, 25 milhões. A estes números há ainda que juntar Vallejo (emprestado ao Granada), Reinier (emprestado ao Borussia Dortmund), Óscar (vendido ao Sevilla), Brahim Díaz (emprestado ao AC Milan) e Kubo (emprestado ao Villarreal), outros dos 'dossiers' resolvidos.

E em breve o Real poderá ainda solucionar outras questões, por exemplo com o acordo praticamente fechado com o Benfica para a cedência - com opção de compra - de Mariano Diáz, lembra a 'Marca'. E, claro, há ainda Bale, por quem não há ainda, contudo, ofertas, de acordo com a mesma publicação, em virtude de o galês recusar abdicar do estratosférico salário que atualmente aufere.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.