O antigo agente do futebolista Santiago Arias, Arieh Guberek, processou o jogador do Atlético de Madrid em três milhões de euros por uma violação de contrato de cedência de direitos, assinado em 2011.

“Arieh Guberek ofereceu apoio económico e moral no início da carreira de Santiago Arias, que, por essa razão, assinou um contrato de cedência de direitos em 2011, em que cedia 50% dos seus direitos desportivos, económicos e de registro”, diz o grupo de advogados De La Espriella Lawyers em comunicado.

Segundo aquele grupo, o empresário tem provas de que o lateral do Atlético de Madrid não cumpriu com as obrigações desse contrato.

As transferências a que se refere o comunicado são as de Arias para o Sporting, em 2011, e para o PSV Eindhoven, em 2013, bem como as comissões dos jogos pela seleção colombiana nas eliminatórias para o Mundial da Rússia, em 2018, e no próprio Mundial.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.