O avançado Arda Turan, que se tinha retirado da seleção da Turquia, regressou hoje às convocatórias da equipa nacional para disputar os jogos com Ucrânia e Croácia, de apuramento para o Mundial de futebol de 2018.

O extremo do FC Barcelona, de 30 anos, indicou a 11 de agosto que estava pronto para regressar à seleção após a partida do selecionador Fatih Terim e a sua substituição pelo romeno Mircea Lucescu.

Turan, anunciou o fim da sua carreira internacional a 06 de junho, algumas horas após a publicação na imprensa de notícias de que tinha agredido um jornalista, durante um voo de avião, quando estava em representação da seleção, a caminho da Eslovénia. O jogador foi excluído da concentração da seleção, então comandada por Terim.

A situação foi largamente condenada e comentada na Turquia, até porque o jornalista em causa escreve para o diário Milliyet, propriedade do presidente da Federação Turca de Futebol, Yildirim Demirören.

A Turquia é terceira classificada do Grupo I europeu de qualificação par ao Mundial2018, a dois pontos da Croácia e da Islândia, quando faltam quatro jogos para a conclusão desta fase.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.