Simão Sabrosa foi titular, mas não se salvou do descalabro da equipa (aos 29 minutos já perdia por 3-0) e foi substituído ao intervalo. O ex-portista Paulo Assunção durou apenas mais 11 minutos em campo.

O uruguaio Walter Pandiani (04 e 25 minutos) e Carlos Aranda (29) materializaram a supremacia do Osasuna que, totalmente dominador, acabou por baixar o ritmo e desperdiçar um resultado mais volumoso.

O Atlético de Madrid está em 15º lugar com apenas seis pontos em sete jornadas, enquanto o Osasuna subiu três lugares ate ao nono com 10.

Quarta-feira, o Atlético de Madrid visita o Chelsea na Liga dos Campeões, enquanto o FC Porto recebe os cipriotas do Apoel Nicósia.

O treinador Abel Resino tem sido muito contestado pelos adeptos e a sua margem de manobra parece cada vez menor.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.