O Barcelona venceu este domingo o 'clássico' da 33ª jornada com um triunfo dramático sobre o Real Madrid, por 3-2, em que o golo da vitória foi apontado por Lionel Messi aos 92 minutos. O Real Madrid abriu o marcador por Casemiro, mas Messi empatou antes do intervalo. No segundo tempo, Rakitic e James Rodríguez colocaram o marcador em 2-2, mas Messi no último suspiro de jogo fez o seu 500º golo pelo Barcelona e garantiu os três pontos.

Com o apuramento para as meias-finais da Liga dos Campeões garantido, o Real Madrid apresentava-se em casa frente ao eterno 'rival' com a moral em alta. O Barcelona, eliminado da Liga dos Campeões pela Juventus, precisava de vencer no Santiago Bernabéu para relançar a luta pelo título espanhol, uma vez que se apresentava em Madrid com uma diferença de três pontos, mas com mais um jogo do que os 'merengues'.

Impedido de utilizar o castigado Neymar, Luis Enrique apostou em Paco Alcácer para atacar a baliza de Keylor Navas. Do lado do Real Madrid, Zidane apostou no regresso de Gareth Bale para reeditar o famoso 'BBC', que esta época ainda não tinha perdido para a liga espanhola.

A jogar em casa, o Real Madrid entrou naturalmente dominador, e com vontade de abrir o marcador cedo. Logo no primeiro minuto, Cristiano Ronaldo foi carregado na área do Barcelona, mas o árbitro mandou seguir. Aos 5' minutos, o internacional português surgiu em boa posição na área, mas o remate de CR7 acabou por ser defendido por Ter Stegen.

Aos 15 minutos de jogo, o Real Madrid apresentava-se melhor e com mais posse de bola. O jogo parecia controlado pelos 'merengues', com a equipa do Barcelona estranhamente apática.

Aos 28 minutos, o Real Madrid adiantou-se no marcador por intermédio de Casemiro na sequência de um pontapé de canto marcado por Toni Kroos que chegou a Marcelo. O lateral brasileiro ensaiou um centro para a área do Barcelona onde surgiu Sergio Ramos a rematar ao poste. Na recarga, Casemiro não desperdiçou a oferta e fez o 1-0.

A perder por 1-0, o Barcelona reagiu aos 32 minutos de jogo por intermédio de Lionel Messi. O número 10 argentino com uma arrancada de génio conseguiu passar por um defesa 'meregue' e com um remate de classe igualou o marcador.

Em igualdade no marcador, as equipas desinibiram-se e abriram o jogo. Aos 35 minutos, Modric ensaiou um grande remate à baliza do Barcelona, mas o guarda-redes Ter Stegen mostrou-se atento e defendeu com dificuldade o remate do internacional croata.

Antes do intervalo, o Barcelona despediçou uma grande oportunidade de golo com Messi a atirar ao lado na sequência de um pontapé de canto.

No segundo tempo, o Real Madrid voltou a apresentar-se mais forte, e apesar de alguns lances de perigo do Barcelona, coube a Ronaldo uma grande ocasião de golo aos 66 minutos. O internacional português conseguiu surgir isolado a passe de Acencio, mas rematou para fora quando já se gritava golo em Madrid.

E como quem normalmente não marca sofre, pelo menos em futebol, o Barcelona conseguiu passar para a frente do marcador instantes depois do falhanço de Ronaldo com um grande golo de Rakitic aos 73 minutos. Já com André Gomes em campo, o médio croata contornou a oposição dos defesa do Real Madrid, e com um remate de fora da grande área fez um golo de antologia em pleno Santiago Bernabéu.

Aos 77 minutos, Lionel Messi seguia isolado para a baliza do Real Madrid, e Sergio Ramos teve de recorrer à falta para travar o argentino. O árbitro mostrou o cartão vermelho e expulsou o central espanhol quando faltavam muitos minutos de jogo.

A perder em casa em inferioridade numérica, Zidane lançou no jogo James Rodriguez para o lugar de Benzema, e o colombiano só precisou de poucos minutos para fazer a igualdade aos 85 minutos com um remate à 'queima-roupa' de Ter Stegen.

Num final de jogo frenético e muito emotivo, Lionel Messi fechou o resultado final em 3-2 aos 92 minutos numa jogada começada por André Gomes no lado esquerdo do ataque 'culé'.

Com este resultado a equipa de Luis Enrique ascendeu à liderança do campeonato, com 77 pontos, os mesmos que os ‘merengues’, que têm um jogo a menos, a cinco jornadas do final do campeonato.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.