O FC Barcelona ascendeu hoje ao segundo lugar da Liga espanhola de futebol, a dois pontos do líder Real Madrid, ao vencer em casa o Granada por 1-0, em encontro da 10.ª jornada da prova.

Um golo acrobático do brasileiro Rafinha, aos 48 minutos, selou o triunfo da equipa catalã, que foi a única que criou oportunidades, mas realizou uma exibição desinspirada, muito aquém do habitual, salvando-se os três pontos.

Com André Gomes desde os 71 minutos, o ‘Barça’ passou a somar 22 pontos, menos dois do que o líder Real Madrid, que venceu por 4-1 no reduto do Alavés, com um ‘hat-trick’ do português Cristiano Ronaldo.

O ‘capitão’ da seleção lusa marcou aos 17, 33 e 88 minutos, o primeiro na transformação de uma grande penalidade, passando a contar cinco golos na prova, sendo que ainda falhou um segundo penálti, aos 79.

O Alavés adiantou-se logo aos sete minutos, pelo ex-Belenenses Deyverson, mas, aos 17, Ronaldo empatou de penálti, após mão do brasileiro na área, na sequência de um livre apontado pelo galês Gareth Bale.

Aos 33 minutos, Ronaldo selou a reviravolta, com um remate de fora da área que desviou em Feddal e traiu o guarda-redes Fernando Pacheco, que, aos 79, defendeu um segundo castigo máximo ao português, mantendo a sua equipa na ‘corrida’.

Mas, aos 84, o suplente Alvaro Morata acabou mesmo com o jogo, após assistência do brasileiro Marcelo, que, aos 88, ainda ofereceu o ‘hat-trick’ a Ronaldo.

O terceiro mais forte candidato ao cetro, o Atlético de Madrid, também saiu vitoriosos da ronda, ao vencer por 4-2 na receção ao Málaga, mantendo-se a um ponto do ‘Barça’ e três dos ‘merengues’.

O belga Yannick-Ferreira Carrasco, com golos aos sete e 86 minutos, e o francês Kevin Gameiro, que marcou aos 24 e 44, foram as grandes figuras dos ‘colchoneros’.

Os madrilenos, com Tiago desde os 65 minutos, ainda sofreram, face aos tentos de Sandro Ramírez, num espetacular livre direto, aos 31, e Ignacio Camacho, aos 64, e à expulsão do montenegrino Stefan Savic, aos 60.

A equipa forasteira, que teve em campo Duda desde os 72 minutos, também acabou reduzida a 10 unidades, por expulsão do uruguaio Gonzalo Castro, já aos 88.

O Atlético de Madrid igualou o Sevilha, que, com Daniel Carriço em campo, ficou-se por um empate (1-1) em Gijón, onde se adiantou aos quatro minutos, pelo argentino Luciano Vietto, permitindo a igualdade aos 20, selada por Moi Gómez.

O Villarreal, de visita domingo ao reduto do Eibar, soma 19 pontos e pode juntar-se ao FC Barcelona no segundo posto.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.