Karim Benzema pediu hoje ao presidente da Federação Francesa de Futebol (FFF) que o esqueça e que o deixe em paz, depois de este ter afirmado que o avançado tinha as portas da seleção definitivamente fechadas.

“Senhor Le Graet, peço que me esqueça e me deixe em paz, por favor. A França é campeã do mundo e isso é que é importante, o resto são minudências”, escreveu o ponta de lança do Real Madrid no ‘twitter’, em reação às declarações de Noel Le Graet.

Benzema está afastado da seleção desde 2015, quando foi implicado num caso de alegada chantagem sobre um colega, Mathieu Valbuena.

“Parece-me que a seleção acabou para ele. Além disso, está em má forma de há um tempo para cá”, afirmou Le Graet, numa entrevista publicada hoje pelo diário Ouest France.

O presidente da FFF apoiou Benzema quando este foi acusado de cumplicidade na chantagem exercida sobre Valbuena, mas, desde então, foi deixando cair esse apoio, assumindo posições mais distantes em relação internacional francês.

Os investigadores do caso acreditam que Benzema tentou convencer o ex-jogador do Olympique de Marselha a pagar uma verba exigida por alguns chantagistas em troco de não divulgar publicamente um vídeo de conteúdo sexual em que aparecia juntamente com a sua mulher.

No entanto, a defesa do avançado madridista negou essa versão e procurou anular a acusação, considerando ilegais as conversas telefónicas entre os dois jogadores que sustentam essa acusação.

Entretanto, o Tribunal de Apelo de Paris estudou o pedido de anulação do processo remetido pela defesa do futebolista e anunciará a sua decisão no próximo dia 08 de novembro.

Benzema foi excluído da seleção depois de os factos que lhe foram imputados, mas Noel Le Graet decidiu levantar o veto, antes do Euro2016, para o qual só não foi convocado porque o selecionador Didier Deschamps decidiu não o fazer para não criar mau ambiente na concentração da seleção francesa.

Nessa altura, Benzema criticou o selecionador, afirmando que este cedeu às pressões racistas de França, críticas que Deschamps não encaixou de bom grado, não voltando a convocá-lo.

Aos 30 anos, Benzema foi 81 vezes internacional por França, tendo marcado 27 golos, o que faz dele o segundo melhor goleador dos ‘blues’ no ativo, só superado por Olivier Giroud.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.